Com ótimas perspectivas de retomadas, o sentimento é de que finalmente estamos iniciando o ano. O Congresso Brasileiro dos Corretores de Seguros, que tem início hoje em Campinas, realizado pela Fenacor em parceria com o Sincor-SP, sinaliza a mudança, com a volta dos eventos de relacionamentos e da construção de negócios. A pandemia impôs dificuldades, mas deixou um legado muito positivo de avanço tecnológico. Assim como esse evento, o novo normal é híbrido, atendendo aos mais variados perfis de pessoas, gerações e preferências.

Essa pluralidade no atendimento, seguindo o comportamento de cada cliente é a principal mudança que vai impactar o mercado de seguros nos próximos tempos. Os consumidores estão cada vez mais exigentes e bastante atualizados quanto ao uso da tecnologia, e, como consequência, em busca de comodidade e facilidade no atendimento.

Graças a todas as ferramentas e facilidades tecnológicas, os conceitos de espaço e limite territorial de prospecção de negócios deixam de existir. Com isso, o corretor pode desempenhar o importante papel consultivo para os clientes na hora de fazer uma escolha que leve em consideração aspectos como praticidade, qualidade, confiança na seguradora e custo. Esse tem sido um importante foco na nossa consultoria.

Porém, cada vez mais, os consumidores vão demandar serviços e inovações digitais, e precisamos estar preparados para atendê-los de modo híbrido, mesclando atendimento presencial e remoto. É importante estar antenado, é a participação em eventos como este congresso é um bom caminho para estar à frente na transformação. Eles sempre apontam importantes tendências para o relacionamento com os clientes, por exemplo, painéis como do Marc Tawil, estrategista de comunicação, LinkedIn Top Voices e TEDxSpeaker; ou do Walter Longo, empreendedor digital e palestrante internacional.

O mundo digital ampliou o nosso intelecto, nossa capacidade de trabalho, interação, aprendizado, promoveu conforto e muita praticidade. Mudou totalmente a sociedade da minha época em que eu era subscritor, há quase 30 anos. Fico imaginando como perdi tempo na vida. Mas foi preciso passar por etapas e até mesmo uma pandemia para chegarmos a essa evolução, um mercado de tanta informação e conexão.

Hoje, ferramentas como o Google ADS ou as redes sociais passaram a ser nossas parceiras de negócios na busca de clientes. Quando o cliente quer saber sobre um produto, ele joga no Google, e também passeia diariamente pelo Facebook ou Instagram, por isso investir em canais desse tipo se mostram estratégias de marketing tão necessárias quanto eficientes.

 A transformação digital é uma jornada sem fim. Novas tecnologias surgem e viabilizam-se continuamente e, assim, novas e melhores abordagens para problemas antigos também passam a ser possíveis.  O mundo que vivemos agora é híbrido, mesclando físico e metaverso, e essa mistura facilita a vida das pessoas, faz com sejam mais produtivas, refletindo positivamente também em nosso mercado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.